Blog

Análise de relatórios para treinamento empresarial – Interpretando performance e produtividade

No ambiente corporativo, quando trabalhamos com treinamento e desenvolvimento, é importante entendermos que aprendizagem não é um evento único. Isso significa que interagir com um conteúdo uma única vez não quer dizer que seu colaborador esteja devidamente preparado para aplicar tal conhecimento.

Então, aprendizagem demanda recorrência e intensidade. E para você oferecer conteúdo recorrente e intenso aos seus colaboradores, é importante que sua plataforma de distribuição tenha uma base de dados legal com informações de como seu público se comporta sob seus conteúdos. Desta forma você consegue, ao interpretar e analisar os dados, identificar hábitos e oferecer melhor a experiência que condiz com seu público-alvo.

PS.: Quando falamos em plataforma de distribuição, estamos falando do local em que você distribui os conteúdos ao seu aluno. A estrutura mais comum (mas não única) é o LMS. Falaremos melhor sobre isso em outro artigo.

Hoje, trouxe insights para que você consiga interpretar a performance e a produtividade dos seus alunos com base nos dados dos seus conteúdos. Quanto mais análise e interpretação do comportamento dos seus colaboradores você tiver, melhores serão as experiências que seus alunos vão ter com os próximos conteúdos.  

O conteúdo estará dividido entre “Métricas do curso por aluno” e “Métricas gerais do curso”. Vamos começar?

Métricas do curso por aluno – Micro

Notas das atividades por aluno:
Ao visualizar as notas de cada aluno, você consegue analisar o nível de dificuldade ou facilidade que os colaboradores tiveram. É importante atentar-se ao objetivo principal do conteúdo. Isso porque nós defendemos muito que para o aluno reter a informação do conteúdo, algumas avaliações não precisam ser necessariamente super difíceis ou até mesmo com pegadinhas.

Se seu treinamento foi dado para um público amplo, analisar aluno por aluno pode não ser muito produtivo. Mas se o treinamento X foi dado para um público pequeno, você consegue interpretar melhor essa visão micro aluno por aluno.

Resumindo: Dependendo do objetivo que você trabalhou junto com seu fornecedor para as avaliações, você poderá ter indícios de boa retenção do conteúdo ou facilidade e dificuldade de compreensão do curso. Não é necessário analisar aluno por aluno quando se tem um público grande. Se você quiser fazer essa análise micro, sugiro que faça quando seu público for mais enxuto.

Status por aluno:
O status de conclusão do conteúdo é super importante para você analisar quem não acessou, quem completou e quem não completou seu treinamento. Utilize esta informação durante o processo do treinamento, pois desta forma você consegue fazer ações emergenciais. Por exemplo, quem não acessou pode receber um segundo convite e quem não completou pode receber aquele lembrete de que o curso não foi concluído.

Se você aguarda o término da ação de treinamento para analisar esse tipo de informação, a chance de você perder o timing do aluno é grande. É comum trabalhar esses tipos de ações quando um treinamento é oferecido, porque seu colaborador ainda tem a rotina do seu dia a dia para lidar. Por isso lembrá-lo é super importante! Construa sua jornada de aprendizagem para criar o processo destes lembretes e análises ainda durante o processo de treinamento.

Resumindo: Este dado está diretamente ligado à adesão e ao engajamento do seu aluno, portanto ele deve ser analisado durante o processo do treinamento e não ao término. Estas informações te darão suporte para ações emergenciais a fim de não perder o timing do colaborador.

 

Métricas gerais do curso – Macro

Nota geral dos alunos:
A informação de nota geral dos alunos é importante para você aprofundar o nível de dificuldade/facilidade ou comprometimento com o conteúdo, pois você vai visualizar a quantidade de alunos que tiveram notas X, Y e Z.

Você pode trabalhar com os que tiveram notas mais baixas, enviando materiais extras e novas atividades. Já com os que tiveram notas altas você pode trabalhar alguma forma de reconhecimento já que se saíram muito bem no treinamento, visando o incentivo e a valorização do colaborador.

Quando um treinamento acaba, é importante analisar as avaliações para conseguir deixar os alunos equilibrados. Afinal não é interessante para a empresa que os colaboradores treinados tenham tanta diferença de conhecimento já que serão cobrados da mesma forma pelo resultado, certo?

Evasão da aula:
Esta é uma informação ótima para melhoria contínua. Pois você conseguirá identificar em qual tela os alunos estão saindo do seu conteúdo. Você já parou para analisar as telas que seus colaboradores saem com mais frequência? Pense que pode ser uma tela com texto demais ou um vídeo longo que está tirando o interesse do seu colaborador, e até mesmo um problema técnico que pode estar deixando a tela bugada. Aproveite esta informação para analisar suas telas e evitar a saída frequente de seus colaboradores.

Tempo médio por slide/tela:
Esta é uma informação que complementa o dado de evasão da aula que falamos acima. Aqui você consegue identificar quanto tempo seus alunos estão passando nas telas do seu conteúdo.

Atenção! Se seu colaborador está passando muito tempo não quer dizer que ele está 100% interessado, mas sim, pode demonstrar que seu conteúdo está difícil de entender, ou que de repente o vídeo que você colocou está grande demais. Se seu colaborador está passando pouco tempo, não quer dizer que ele compreendeu de primeira a mensagem que você quis passar, mas sim que ele pode não ter visualizado gavetas e botões com conteúdos extras por exemplo, e acabou avançando o curso.

Analise o conteúdo das telas com maior e menor tempo médio para rever o que pode estar atrapalhando a experiência do seu colaborador.

Retenção da aula:
Este é um gráfico legal de analisar, pois ele mostra claramente a quantidade de alunos que se mantiveram engajados até o final do conteúdo. Por exemplo, se seu gráfico está com uma queda brusca no meio do conteúdo, utilize essa informação para rever o que está fazendo o pessoal deixar de chegar até o fim do curso.

Um exemplo que aconteceu conosco, era que o nosso gráfico de um conteúdo tinha uma queda brusca 3 telas antes da finalização do conteúdo. Ao rever a tela, identificamos que o tom de despedida que o curso tinha naquela tela, podia estar fazendo os alunos acharem que aquela era a última tela do conteúdo. Isso fez com que nossa equipe alterasse o tom de despedida das últimas telas para conseguir levar o colaborador até o final de fato.

Horários de acessos:
Como coordenadora de marketing, este é um dado que utilizo muito na área! Já que me indica o melhor horário/dia para me comunicar com meu público. E você pode aproveitar da mesma informação para treinamentos! Se você está analisando o conteúdo do público X, no qual você está planejando distribuir outro curso, é legal analisar esse tipo de informação para fazer ações de engajamento e adesão nos horários que eles estão mais acessando.

Você vai se comunicar melhor com seus colaboradores, quando conseguir alcançá-los nos horários em que eles estão dedicando tempo ao treinamento. Se você chega com informações dos treinamentos num horário/dia que seu colaborador está trabalhando em outro projeto, sua comunicação pode ser substituída pela pauta do mesmo.

 

Conclusão

Os insights que trouxemos sobre relatórios para treinamento empresarial foram baseados no Analytics do Applique. Mas se você possui alguma outra informação na sua plataforma que não foi abordada aqui, coloque nos comentários que responderei com insights que você pode tirar das informações!

Utilize esses insights para melhorar a experiência do seu aluno durante o processo de treinamento, e nas próximas capacitações que ele receber. Aprofundar o conhecimento de como seu público se comporta nos treinamentos que você oferece é de extrema importância para oferecer ações cada vez mais assertivas à eles.

Neste artigo, falamos sobre como interpretar as métricas por aluno e as métricas gerais dos treinamentos que você oferece. A fim de melhorar a experiência do seu aluno e o retorno do aprendizado e do resultado para sua empresa.

Comente se você já aplicou alguma melhoria contínua quando passou a analisar os relatórios dos seus conteúdos. Até a próxima!

Panorama de tendências na área de T&D | Pesquisa 2018

Fizemos uma pesquisa com a área de RH e de T&D para entender melhor os planos e as expectativas para este ano.

Ver pesquisa completa

Cursos gratuitos
para você!

temos uma página exclusiva com cursos EaD feitos pelos nossos especialistas para você se aprofundar em produção de conteúdo e-Learning. Acesse, e matricule-se gratuitamente!

Acessar cursos

Fale com
um consultor.

Nosso time de especialistas está aqui a sua disposição. Fale com um de nossos consultores para que possamos esclarecer dúvidas e identificar o melhor plano para o seu cenário.

Entre em contato